Qual a ligação entre a corrupção, o jeitinho brasileiro e o capacete?

Ética e Moral
  • 31/12/1969
  • Ética e Moral
Qual a ligação entre a corrupção, o jeitinho brasileiro e o capacete?

De forma bem simplista, ter ética é não fazer algo em função de uma norma social ou lei que o defina como incorreto, ou seja, algo externo a minha consciência... Uma regra positivada ou não, ,não importa, uma regra que deve ser seguida em nome de uma convivência social saudável.

Já a moral é não fazer algo em função da minha consciência,não fazer algo em função das minhas normas internas, meus valores... Moral é não fazer algo que você não faria mesmo se não tivesse ninguém olhando, não fazer por que acha errado fazer. Pois bem...

E qual é a diferença entre corrupção e jeitinho brasileiro?

Na minha visão a forma como grande parte das pessoas encara a corrupção é muito cômoda, alguns entendem a corrupção como algo errado e ruim que favorece apenas políticos, autoridades, empresas etc... Ou seja, favorece outros que não eu.

Corrupção para alguns é apenas o que acontece em Brasília ou nas grandes empreiteiras e não no meu quintal.

Já o jeitinho, é aquilo que também é errado, ruim, mas que me é autorizado por eu ser brasileiro, sofredor, por sermos um povo alegre, da paz, experto, um povo que da um jeitinho quando as coisas apertam. Uma multa, uma cesta básica por um voto, um favor, uma mãozinha, ou seja, quando eu pratico é aquilo que chamamos carinhosamente de jeitinho brasileiro... Mas quando não é comigo o jeitinho brasileiro se transforma no monstro da corrupção.

Alguns podem estar pensando neste momento, corrupção é quando estão envolvidos bilhões e não quando o que esta em jogo é uma simples multa de transito ou um mero voto vendido... Coisinhas que não fazem mal a ninguém. Diria o bom e velho sábio... "Quem rouba uma agulha... Rouba um avião!" 

Pois bem Jean, mas e o capacete... Qual a ligação dele com tudo isso? 

Nos anos 80 eu me lembro de que quando a gente via alguém de moto usando capacete nós chegávamos ao ponto de achar ridículo, a gente pensava como pode alguém usar esta coisa ridícula... Pois o costume de não usar capacete estava arraigado a vida.

Depois de muita conscientização e Luta incessante. nós conseguimos mudar uma realidade que vinha desde sempre, e hoje, não usar capacete é inconcebível para a maioria esmagadora das pessoas.

No  caso da corrupção também é assim , ela esta arraigada as nossas vidas e só há uma saída, é preciso ir à fonte, é preciso que nós formemos pessoas melhores, desde o útero, desde o nascedouro... Nos lares, nos berços, nas escolas... É começarmos do inicio.

É preciso que estejamos prontos pra uma mudança de essência, enquanto indivíduos sociais, enquanto seres humanos, e isso só será possível, quando todos que verdadeiramente amam o nosso maravilhoso pais entenderem que assim como o uso do capacete, ter ética e moral... Também é uma questão de vida ou morte.